Programe-se para os próximos eclipses solares

Assistir a um eclipse solar é uma experiência única, da qual você provavelmente vai se lembrar por toda a vida. Na antiguidade, eclipses solares, por sua raridade, eram considerados demonstrações da revolta ou da bondade dos deuses. Muitos povos acreditavam que eles traziam consigo desgraças ou maldições, ou eram o sinal de um novo tempo de paz.

Hoje, o Hemisfério Norte presenciou um eclipse total do sol. O eclipse foi total no Ártico, em Svalbard, Jan Mayen e nas Ilhas Faroe, e em algumas outras ilhas remotas do extremo norte do Oceano Atlântico, produzindo algumas imagens espetaculares:

Eclipse Solar em Svalbard (Fonte: The Telegraph)

Eclipse Solar em Svalbard (Fonte: The Telegraph)

A beleza dos eclipses solares não está apenas em sua raridade. Está em sua previsibilidade. É possível prever com extrema precisão, analisando o movimento da Terra, da Lua e do Sol, quando ocorrerão os próximos eclipses e quais locais serão contemplados por eclipses solares em sua totalidade.

Essa previsibilidade deu grandes contribuições à ciência. A principal delas foi no eclipse de 29 de maio de 1919: duas equipes de pesquisadores se posicionaram em dois pontos distintos, na Ilha de Príncipe (hoje parte de São Tomé e Príncipe, no oeste africano), e na cidade de Sobral, no Ceará. Os observações comprovaram a Teoria da Relatividade Geral de Einstein, publicada pouco mais de 3 anos antes. Mais precisamente, provaram, através da análise do espectro luminoso, a tese de Einstein da curvatura do espaço-tempo em objetos extremamente massivos, como o sol. É possível ver o “caminho” desse eclipse aqui.

Essa previsibilidade também pode ajudar cientistas se programarem para futuras observações. Também pode ajudar aos leigos, como nós. Abaixo, em três mapas, podemos observar TODOS os eclipses totais ou anulares previstos até 2060:

Mapa de Eclipses Solares entre 2001 e 2020 (Fonte: NASA)

Mapa de Eclipses Solares entre 2001 e 2020 (Fonte: NASA)

Mapa de Eclipses Solares entre 2021 e 2040 (Fonte: NASA)

Mapa de Eclipses Solares entre 2021 e 2040 (Fonte: NASA)

Mapa de Eclipses Solares entre 2041 e 2060 (Fonte: NASA)

Mapa de Eclipses Solares entre 2041 e 2060 (Fonte: NASA)

Em azul, estão os eclipses totais previstos. Em vermelho, os eclipses anulares. E, em rosa, os eclipses híbridos.

Qual é a diferença entre um eclipse total e um eclipse anular? Basicamente é a distância entre a Terra e a Lua e a curvatura da Terra em relação ao local atingido pelo eclipse. A umbra é o local em que a luz do sol fica totalmente ocultada pela Lua, enquanto a penumbra é o local em que esse bloqueio é parcial, como é possível ver na ilustração abaixo:

Penumbra e Umbra em eclipses solares (Fonte: University of Oregon)

Penumbra e Umbra em eclipses solares (Fonte: University of Oregon)

A Lua tem uma órbita elíptica ao redor da Terra. A distância entre Lua e Terra costuma variar cerca de 7% dependendo do ponto da órbita em que a Lua se encontra. Se a Lua está mais distante da Terra, a área de umbra é menor (e, em alguns casos, não existe, fazendo com que existam os eclipses anulares.

Os eclipses híbridos, por sua vez, são os mais raros. Eles ocorrem quando, devido à curvatura da Terra, algumas partes do planeta estão mais distantes do disco lunar. Isso faz com que parte do eclipse seja total e parte anular. Abaixo, imagens de um eclipse anular registrado em 2009, no Oceano Índico e na Indonésia, e de um eclipse total, registrado em 2012 na Austrália e no Pacífico:

Eclipse anular de 26 de janeiro de 2009 (Fonte: NASA)

Eclipse anular de 26 de janeiro de 2009 (Fonte: NASA)

Eclipse Solar de 13 de novembro de 2012 (Fonte: NASA)

Eclipse Solar de 13 de novembro de 2012 (Fonte: NASA)

A NASA ainda oferece uma lista de eclipses históricos, como o primeiro eclipse registrado, em 2136 a.C., na China, e o eclipse em 29 a.D. que está relatado, em tese, na crucificação de Jesus Cristo. A lista completa de Eclipses Solares históricos da NASA pode ser encontrada aqui.

Anúncios
Esse post foi publicado em astronomia e marcado , , . Guardar link permanente.

Dê sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s