Via Láctea é 50% maior do que se pensava

(Com Huffington Post)

Uma pesquisa publicada no Astrophysical Journal mostrou, após análise cuidadosa dos dados do Sloan Digital Sky Survey, que a Via Láctea tem cerca de uma vez e meia o tamanho anteriormente estimado pelos astrônomos.

A pesquisa, capitaneada pela Dra. Heidi Newberg, professora de física, física aplicada e astronomia da Rensselaer Polytechnic University, no estado de Nova Iorque, mostrou que aquilo que se pensou que era o fim da Via Láctea, com a diminuição da densidade de estrelas, na verdade era uma série de ondulações no disco da galáxia, o que faz com que a Via Láctea tenha, no total, cerca de 150 mil anos luz de diâmetro, e não os 100 mil anteriormente estimados.

“Considerando as ondulações, a impressão é que o número de estrelas no disco galáctico cai rapidamente, e, em seguida, mais ao longe, parece um anela de estrelas mais destacado. Nós agora entendemos que não é o fim da galáxia, o disco galáctico só se desloca para dentro e para fora de nosso ponto de vista.”, diz a pesquisadora. E conclui: “Na essência, o que descobrimos é que o disco da Via Láctea não é um disco de estrelas em uma superfície plana – é ondulado”.

Regiões de baixa densidade evidenciam caráter ondulado da região externa da Via Láctea (Fonte: Huffington Post)

Regiões de baixa densidade evidenciam caráter ondulado da região externa da Via Láctea (Fonte: Huffington Post)

Outros astrônomos, como o Dr. Jay M. Pasachoff, professor de astronomia no Williams College, no estado de Massachussets, se mostraram empolgados com a descoberta: “Pensávamos que dois terços da Via Láctea eram mais internos dentro do disco galáctico que o sol, mas agora sabemos que o sol está mais ou menos na metade entre o centro da Via Láctea e a borda da galáxia”.

A Dra. Newberg explicou a descoberta em um vídeo:

Referência

Article URL : http://stacks.iop.org/0004-637X/801/i=2/a=105
Title : Rings and Radial Waves in the Disk of the Milky Way
Authors : Yan Xu and Heidi Jo Newberg and Jeffrey L. Carlin and Chao Liu and Licai Deng and Jing Li and Ralph Schönrich and Brian Yanny
Year : 2015
Start Page : 105
Journal : The Astrophysical Journal
Volume : 801
Issue Num : 2
ISSN : 0004-637X

Anúncios
Esse post foi publicado em Cosmologia e marcado . Guardar link permanente.

Dê sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s