Estrela passou raspando pelo Sistema Solar há 70 mil anos

(com BBC News)

Imagem com representação da distância da Nuvem de Oort e dos objetos ao redor do sistema solar em Unidades Astronômicas. 1 UA = 1 distância entre o sol e a Terra, aproximadamente 150 milhões de Km (Fonte: NASA/BBC)

Imagem com representação da distância da Nuvem de Oort e dos objetos ao redor do sistema solar em Unidades Astronômicas. 1 UA = 1 distância entre o sol e a Terra, aproximadamente 150 milhões de Km (Fonte: NASA/BBC)

Há 70 mil anos, uma estrela passou há cerca de 0,8 anos-luz do sol. A “Estrela de Scholz” foi batizada com esse nome em homenagem ao seu descobridor, o astrônomo alemão Ralf-Dieter Scholz, e esteve, há cerca de 70 mil anos, cinco vezes mais perto da Terra do que Próxima Centauri está hoje.

A Estrela de Scholz não é uma só, mas um sistema de suas estrelas. A estrela principal é uma anã vermelha, pequena e de pouco brilho. Nosso sol tem cerca de 12 vezes mais massa do que ela. A segunda estrela, ainda menor, é uma anã-marrom. As anãs marrons são estrelas que tem entre 13 e 75 vezes a massa de Júpiter, e que, apesar de emitirem luz na faixa do infravermelho, não conseguem iniciar o processo de fusão nuclear, não sendo uma estrela “de fato”. Uma estrela desse tipo, com cerca de 63 massas de Júpiter (o que equivale a 6% da massa solar) orbita a Estrela de Scholz, formando um sistema binário.

Esse sistema, hoje situado a vinte anos luz de distância da Terra, despertou a curiosidade dos cientistas da equipe de Erik Mamajek, da Universidade de Rochester, por um motivo muito específico: sua velocidade angular era muito próxima de zero. Se uma estrela não tem movimento lateral, os astrônomos verificam se a estrela está se afastando ou se aproximando do Sistema Solar, nosso ponto de referência. Nesse caso em específico, após o cálculo da velocidade de afastamento do sistema binário e da realização de dez mil simulações de computador, a conclusão da equipe foi de que o sistema passou, com 98% de certeza, por dentro da Nuvem de Oort.

O que é a Nuvem de Oort? É a estrutura que define o limite exterior do Sistema Solar. Seus limites externos estão a cerca de um ano luz da Terra, e presume-se que ela é a “casa” da maioria dos cometas de período longo, como o Halley, que passou pela parte interna do Sistema Solar em 1986 e voltará apenas em 2061. Durante todo esse intervalo, o cometa está em sua órbita longa, chegando à distância de 35 Unidades Astronômicas em seu Afélio.

A passagem de uma estrela como a de Scholz pela Nuvem de Oort, há 70 mil anos, poderia ter desencadeado uma chuva de objetos celestes à parte interna do Sistema Solar, incluindo a Terra. O fato de que o número de impactos no planeta não aumentou significativamente no período mostra que o sistema binário de Scholz não passou perto o suficiente para desencadear essa instabilidade gravitacional no Sistema Solar.

No entanto, “perto” é algo bem relativo quando lidamos com astronomia. A distância de 0,8 anos luz nunca foi vencida por um artefato humano. O artefato humano mais distante da Terra, a Voyager 1, está há pouco mais de 36 horas-luz do planeta. E isso após quase 40 anos de viagem. Na prática, a Voyager 1 teria que percorrer 192 vezes a distância que ela já percorreu para andar 0,8 anos luz, levando quase 7300 anos para isso. O que só mostra que ainda temos muito a desenvolver em nossa tecnologia se quisermos conhecer, um dia, a vizinhança do nosso Sistema Solar.

Referência

Eric E. Mamajek et al. 2015. The Closest Known Flyby of a Star to the Solar System. ApJ 800, L17; doi: 10.1088/2041-8205/800/1/L17

Anúncios
Esse post foi publicado em astronomia e marcado . Guardar link permanente.

Dê sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s