8 milhões de Toneladas de Plástico são despejadas no oceano todos os anos

(com Science Daily)

Quantidade de plástico no oceano (Fonte: Science)

Quantidade de plástico no oceano (Fonte: Science)

Em 2010, 8 milhões de toneladas de plástico foram despejadas nos oceanos do planeta. Essa é a conclusão de um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade da Georgia, publicado na revista Science.

O estudo foi conduzido analisando as costas de 192 países . Nas palavras de J. R. Jambeck, professor assistente de Engenharia Ambiental da Universidade da Georgia, que conduziu o estudo: “é como encontrássemos anualmente cinco mercados cheios de sacolas em cada um dos 192 países pesquisados”.

Jambeck desenvolveu o modelo da pesquisa analisando, inicialmente, o fluxo de todos os detritos sólidos que iam para o oceano, por todos os meios possíveis (rios, terra, navios, entre outros). Depois disso, definiu o quanto de plástico vai para os oceanos baseado na produção de insumos sólidos do país, nos sistemas de tratamento desses insumos por país, na proporção desses objetos produzidos que vai parar no oceano e, dentro dessa proporção, foi possível fazer uma estimativa do quanto desses objetos é feito de plástico (que demora bem mais para se degradar que a maioria dos demais objetos)

Essa metodologia fez com que a estimativa não fosse tão exata: o estudo publicado na Science disse que algo entre 4,8 e 12,7 milhões de toneladas de plástico entrou nos oceanos em 2010, com o valor de 8 milhões de toneladas sendo o mais provável, dentro da metodologia empregada

O quadro tem sido agravado com o crescimento econômico dos países em desenvolvimento, que tem produzido mais plástico sem investir o suficiente na reciclagem ou na deposição dos resíduos. De acordo com a estimativa do pesquisador, caso os depósitos no oceano continuem no mesmo ritmo, em 2025 os oceanos acumularão um total de 155 milhões de toneladas de plástico. Para se ter idéia, a produção anual de plástico em escala global é de 275 milhões de toneladas. É como se mais de seis meses da produção mundial de plástico fossem parar no mar.

A co-autora Kara Lavender Law enfatiza a necessidade do uso de estratégias de mitigação para diminuir a quantidade de plástico lançado nos oceanos “Estamos sendo oprimidos por nosso lixo”, cometa Law “Mas o nosso quadro nos permite examinar também as estratégias de mitigação, como a melhoria global da gestão dos resíduos sólidos e a possibilidade de reduzir a quantidade de plástico dentro do fluxo de resíduos que vai para o oceano. As possíveis soluções terão de coordenar esforços de agentes locais e globais.”

Referência:

  1. J. R. Jambeck, R. Geyer, C. Wilcox, T. R. Siegler, M. Perryman, A. Andrady, R. Narayan, K. L. Law. Plastic waste inputs from land into the ocean. Science, 2015; 347 (6223): 768 DOI: 10.1126/science.1260352
Anúncios
Esse post foi publicado em Meio Ambiente e marcado , . Guardar link permanente.

Dê sua opinião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s